Prefere ouvir o artigo? Aperte o play!


Apesar de toda tecnologia empregada para otimizar tempo e melhorar a vida do produtor, a chuva irregular ainda é um fator decisivo em todo processo de colheita. As melhores maquinas ou a semente com maior potencial de desenvolvimento, não são capazes de dar bons resultados ao produtor sem que a chuva apareça de forma regular na lavoura.

 

“O ano anterior foi bom, e este ano? Será também!”.

 

Este ainda é o pensamento de muitos produtores, mas não é bem dessa forma que acontece.

O Homem do campo ainda se sente seguro quando está em fase de plantio, normalmente observam a colheita do ano anterior e repetem o processo acreditando que o clima será o mesmo e que a chuva acontecerá de forma regular como foi naquele ano, e logo em seguida nada acontece como o previsto.

 

A chuva chegou sim, mas de forma irregular, deixando o produtor com grandes prejuízos financeiros e uma enorme perda em seu plantio. Aí é esperar tudo de novo, e será que dessa vez o produtor vai analisar melhor se a chuva será regular em sua próxima colheita?Muitas vezes não, e as perdas vão se tornando cada vez maiores causando frustração e desanimo ao produtor.

 

Preparamos este texto para desafiar você, que vive da produção agrícola, a entender melhor sobre como a chuva irregular atrapalha e muito o seu plantio, queremos te alertar sobre como este tema é importante, e que ao fim você verá que esperar a melhor época de acordo com o clima, será benéfico para sua colheita.

Continue com a gente!

 

Entenda o contexto da irregularidade da chuva.

 

Assim como o homem urbano, o homem do campo também pensa em melhorias tecnológicas para sua lavoura, tecnologia essa que vem trazendo benefícios para o bolso do produtor. Antigamente, devido aos processos mais demorados e maquinas bem menos eficazes, o produtor plantava e colhia apenas uma safra por período de chuva, o que era pouco rentável para ele.

 

Hoje, com a rapidez e praticidade no campo, o produtor já pode colher até 2 ou mais safras no mesmo período de chuva, uma combinação perfeita para o produtor que sonha com safras sem perdas e dinheiro no bolso, mas será que isso acontece na prática? A resposta é não. 

 

Mesmo com as melhores máquinas e os melhores processos tecnológicos o produtor que não se atenta para as condições do clima pode perder tudo em dobro, e até em triplo. A chuva que era esperada não chegou e o fim todo mundo já sabe, a conta alta ficou para o produtor pagar. Não esperou e não obteve informações meteorológicas, e aí o produtor se depara com um período de chuva irregular em seu plantio.

 

Em plena temporada de chuva onde o produtor estava confiante que teria sucesso, o agricultor tem que se adaptar ao contraste: em um mesmo lugar pode chover em uma área e na outra não.

 

Impactos no plantio

 

Os fatores externos são cruciais para o desenvolvimento de qualquer cultura. O excesso de chuva deixa o solo úmido demais e a perda da produção é sempre irreversível, por outro lado, a falta da chuva impacta diretamente a cultura que sem água há como se desenvolver.
Esperar ou começar o plantio?

 

Essa dúvida assola a vida de qualquer produtor rural, que mesmo com a referência da safra passada, precisa se atentar a quais serão as incidências climáticas do ano em que deseja plantar.

 

Com maior volume de chuva que ocorre na região Sul do país a tendência é que o solo fique bastante encharcado e dificulte a atividade de campo, com entrada de máquinas e consequentemente atrasando o plantio de culturas deste período.

 

Na região Centro-Oeste e Sudeste do país a irregularidade da chuva nos meses de El Nino pode também atrapalhar as atividades de campo, uma vez que podemos ter semanas com chuva frequente e logo na sequência longos períodos de tempo mais firme onde a falta de chuva deixa o solo seco e impede o desenvolvimento das sementes.

 

No Nordeste do Brasil é a falta de chuva que é responsável pelo atraso das atividades, o solo permanece bastante seco, e essa condição é responsável por penalizar drasticamente as culturas que precisam de água para se desenvolver.

 

Como a chuva irregular afeta a segunda safra

 

Em função dos fenômenos El Nino e La Nina e até por conta da estação do ano em que o produtor começa seu plantio (normalmente antes do início da primavera), existem anos em que a chuva demora a acontecer e isso atrasa o ciclo do plantio e da safra, isso faz com que a chuva encerre mais cedo, e neste caso, o produtor acaba colhendo quase que na estação do inverno.

 

É preciso contar que a chuva comece mais cedo e termine mais tarde pra que a segunda safra seja de sucesso e infelizmente essa não é uma certeza para o produtor que não tem um acompanhamento meteorológico em seu calendário.

 

Custo do Replantio

 

O bolso do produtor é sempre o primeiro a sentir os impactos negativos sobre a produção agropecuária.
Quem arriscou semear uma cultura sem observar as condições meteorológicas, com certeza contabilizará perdas.
O grão brotou, mas, sem chuva, perdeu força e parte vai ter que ser replantada.
Muitas vezes o produtor está fazendo o plantio em terra arrendada, o que piora mais ainda a situação onde a margem de lucro fica comprometida.

 

O prejuízo pode chegar a até 98% e o produtor além de perder toda sua lavoura, pode ser obrigado a plantar um outro tipo de cultura para não sair em um prejuízo maior ainda, mas mesmo assim, pode se deparar com situações onde não encontrará as sementes com a variedade que desejaria, e ao fim o produtor terá plantado duas vezes para colher uma.

Outro fator importante é o preço, o produtor tem que comprar insumos independente do valor para garantir o seu plantio, e a sucessiva alta do dólar em relação ao real impacta de forma significativa o preço de insumos agrícolas, especialmente fertilizantes que têm seus componentes importados.

 

Acompanhamento Meteorológico

 

As condições do tempo influenciam diretamente a qualidade e a produtividade das lavouras e a antecipação e o monitoramento meteorológico são essenciais para o planejamento de qualquer safra.
É importante contar com serviços que disponibilizam, além de uma plataforma completa e segmentada para o agronegócio, profissionais especializados que analisam os modelos de previsão e auxiliam no planejamento desde o plantio, até a colheita, facilitando a vida do produtor.

Agora que você já sabe, que tal aproveitar e assinar a nossa Newsletter, assim você já sai na frente e se antecipa com as informações recebidas diretamente no seu e mail.  Até a próxima!