Se a população em geral já tem curiosidade sobre a previsão do tempo, imagine os agricultores, cuja atividade depende diretamente do monitoramento das condições climáticas?

Não é novidade que o setor agrícola está em expansão e que, por isso, é cada vez mais comum ver o emprego da tecnologia no agronegócio, sobretudo para o monitoramento do clima e suas variações. E não é para menos, afinal, todas as etapas, desde o cultivo, passando pela colheita e a distribuição, dependem de condições climáticas favoráveis. 

Do mesmo modo, empresas que têm transações com o setor, tais como seguradoras e comerciantes de insumos (fertilizantes, adubos, máquinas e matérias-primas) também dependem dos dados meteorológicos para obter informações antecipadas e atender com a qualidade do clima.

Neste post, você vai entender como é aplicada a tecnologia no agronegócio e, ainda, como as análises dos dados meteorológicos ajuda na precisão, auxiliando no aumento da produtividade. Confira!

Prever com precisão as condições de tempo, clima e hídrica

Uma das principais aplicações da tecnologia do agronegócio e que, nos últimos anos, dadas as mudanças climáticas mais significativas está ainda mais presente, é a previsão das condições hídricas, do tempo e também do clima.

Tais informações são fundamentais para a atividade agrícola uma vez que determina a produtividade de uma cultura, além de definir o calendário de atividades de uma propriedade.

Saber previamente sobre a possibilidade de chuva, por exemplo, auxilia na definição da melhor data de plantio, colheita e a forma de realizar o manejo do solo, irrigação e controle de pragas. Do mesmo modo, entender sobre a intensidade e a direção do vento, ajuda na aplicação de defensivos, evitando o desperdício.

Indicar as condições de tempo que podem causar pragas nas culturas

De posse dos dados emitidos pelo boletim meteorológico, é preciso interpretá-los, pois, mais importante do que saber se vai chover, ter sol ou qual será a temperatura média do dia, é compreender o que, de fato, esses números significam.

Isso porque determinadas condições climáticas favorecem o surgimento de pragas na cultura. Além disso, em alguns casos, a não previsão do clima pode fazer com que esses agentes patógenos causem prejuízos parciais ou até mesmo totais na produção.

Portanto, analisar as informações referentes à previsão do tempo é crucial para que os produtores possam adotar as medidas de manejo necessárias, além de auxiliar os comerciantes de insumos a oferecer os produtos adequados, antes mesmo que a praga se alastre em toda plantação.

Avaliar o quanto o clima poderá penalizar o potencial produtivo

A atividade agrícola é majoritariamente dependente de fatores relacionados ao clima. Por isso, qualquer alteração maior pode afetar a produção de diversas maneiras, levando à perda significativa nas safras, alteração na geografia da produção agrícola, e colocando em risco a segurança alimentar do país.

Por tais razões, outra vantagem da análise de dados proporcionada pelo emprego da tecnologia do agronegócio é saber quando esses fatores podem ocorrer e quais são as possíveis consequências.

Assim, com o monitoramento de dados é possível prever sobre:

  • a ocorrência e severidade de eventos extremos (El Nino, El Nina, Veranicos e longas secas);

  • a mudança na temperatura média de uma região (para mais ou para menos);

  • a mudança na ocorrência de pragas.

Mostrar o acumulado de chuva desde a data do plantio até a colheita

As variações nas condições climáticas podem afetar drasticamente a agricultura quando os períodos geralmente mais secos ou mais úmidos apresentam grande variação.

Por exemplo, para as áreas produtoras do centro do país é natural que os episódios mais chuvosos da região aconteçam entre as estações da primavera e do verão. Portanto, nesse período, os agricultores já estão preparados para as primeiras chuvas no começo da primavera. Com isso, se houver ocorrência de El Niño ou qualquer outro fenômeno, podem atrasar, deixando o cenário preocupante.

Do mesmo modo é a situação oposta. Quando o período geralmente é mais seco, grande parte dos produtores esperam ausência de chuva e, com isso, avançam com as atividades no campo e secagem de grãos. Assim, se eventualmente ocorrer algum forte episódio de chuva, grandes transtornos podem acontecer, inviabilizando o avanço das atividades no campo e causando perdas em relação à secagem de grãos.

Outro cenário muito comum também está relacionado com a intensidade das condições climáticas, períodos de chuva em excesso ou muito tempo sem chuva significativa para as lavouras. Nessas situações, também há algum tipo de perda. Dessa forma, é importante ter um monitoramento do acumulado de chuvas do período, que compreende a semeadura e colheita, para entender os riscos e se preparar para o próximo ano.

Aumentar a produtividade e reduzir as perdas

A tecnologia no agronegócio, dentre outras coisas, contribui para o aumento da produtividade no campo, uma vez que motiva os produtores a fazer mais investimentos em produtos, serviços e máquinas — o que retorna de forma bastante positiva.

Os recursos tecnológicos podem ser empregados para controlar dados de diversas propriedades, implementar ferramentas atualizadas, além de melhorar o controle de insumos.

Isso é possível, pois, com informações precisas sobre o comportamento do clima, o produtor só investirá no que realmente precisa, e, com isso, certamente o retorno em produtividade e lucros será maior. Sem contar que, conhecer os riscos previamente, permite estar a um passo à frente de quem não faz o monitoramento.

Garantir a praticidade e agilidade dos processos

Ter recursos modernos e sistemas de análises de dados e risco à disposição traz uma série de benefícios, principalmente no que diz respeito à agilidade para os produtores, tais como:

  • maior planejamento;

  • automatização das tarefas;

  • rápida tomada de decisão quanto aos procedimentos;

  • agilidade nos processos gerenciais;

  • mais praticidade no dia a dia;

  • redução de riscos;

  • maior produtividade.

Como vimos, não é mais possível ignorar o impacto da tecnologia no agronegócio. Por isso, é fundamental procurar uma empresa comprometida em ajudar os clientes a tomar decisões mais assertivas por meio de produtos e serviços personalizados.

Nesse sentido, a Somar oferece para o setor de agricultura o monitoramento de dados climáticos e o acompanhamento personalizado para cada produtor, voltado diretamente para o seu tipo de cultura e direcionado para o período de crescimento da lavoura.

Quer saber mais informações sobre as nossas soluções em tecnologia no agronegócio? Então, entre em contato conosco!