Artigo narrado por: Amanda Souza - Meteorologista

Os gestores que trabalham com negócios do setor agrícola devem lidar constantemente com a compra e venda de insumos. São considerados insumos tudo o que é fundamental na produção de uma atividade econômica, sejam eles materiais, tecnologias, serviços etc.

No caso da agricultura, principalmente na cultura de grãos como o milho, a soja e o arroz, os insumos mais importantes para a produção são os defensivos, os fertilizantes e também as sementes.

Saber quando comprar esses produtos é fundamental para o gestor, tanto do ponto de vista financeiro como do ponto de vista estratégico. Neste artigo apresentamos os principais fatores que influenciam essas negociações. Boa leitura!

Por que importa saber quando fazer a compra e venda de insumos?

Existem dois motivos principais por que o gestor do agronegócio deve se preocupar com o melhor momento para comprar os insumos: o financeiro e o estratégico. Vamos começar a explorar este último.

As lavouras obedecem rigorosamente às condições do tempo e do clima. Assim, há o tempo certo para plantar, o tempo de esperar a safra amadurecer e o tempo da colheita. Cada uma dessas fases terá a necessidade de determinados insumos para que a produção tenha sucesso e o gestor colha o planejado. Assim, é fundamental que ele entenda quando comprar cada tipo de produto ou contratar os serviços necessários, de forma a otimizar a sua produção.

Esse aspecto estratégico também está intimamente relacionado ao financeiro. Como as lavouras respeitam as estações do ano e as condições meteorológicas, é muito provável que outros produtores também estejam em processo de compra dos mesmos insumos que você.

Essa dinâmica de mercado costuma afetar os valores a serem pagos por esses produtos. Se, de um lado, a maior demanda pode encarecer os insumos, por outro, é possível estudar a possibilidade de se unir a outros produtores e fazer uma negociação maior com os fornecedores. Dessa forma, é possível conseguir preços melhores.

Quais fatores influenciam nessa decisão?

Veja, a seguir, as principais variáveis que devem ser consideradas na hora de comprar os insumos.

Fatores climáticos

Saber as previsões sobre o clima e o tempo nos meses adiante é um importante trunfo para o gestor do agronegócio. De posse dessas informações, ele terá uma projeção de como deverá ser o cenário que a lavoura precisará enfrentar. Isso dá também uma noção das pragas que estarão em maior circulação.

Com isso, fica mais fácil escolher o tipo certo de defensivo para a lavoura e também variedades de sementes que tenham maior resistência às condições meteorológicas e a determinadas pragas. Escolhido o tipo de semente, fica fácil saber de quais fertilizantes elas precisarão mais.

Além disso, as variações climáticas também podem impactar na volatilidade da moeda. Como boa parte dos insumos é importada, certamente a variação cambial terá efeitos sobre o valor desses produtos.

Pesquisas mensais

Saber a série histórica dos preços dos insumos ajuda a entender se você está pagando caro ou um valor justo por cada produto. Existem pesquisas mensais que indicam os preços dos insumos em cada período.

Índices de mercado

Os índices de mercado são um indicador para a tomada de algumas decisões no segmento agrícola. O gestor pode observá-los para decidir se vai pagar pelos insumos à vista ou a prazo, considerando as variações cambiais e as taxas de juros. Esses índices também podem ser uma informação útil para optar pelo melhor momento para fazer a negociação de venda da safra.

Cenário político

A agropecuária é uma das principais atividades econômicas do país, e o Brasil tem uma bancada expressiva de deputados e senadores que defendem os interesses desse grupo específico da população. Assim, as movimentações políticas que envolvem essa bancada também afetam o mercado do agronegócio.

A compra e venda de insumos é uma atividade fundamental no mercado agrícola, pois dela depende a produção do empreendimento agrário. Assim, além de observar todos os aspectos que listamos, o gestor também deve se lembrar de formalizar todas as operações por meio de um contrato, de forma a estar protegido em caso de alguma eventualidade.

Agora que você já aprendeu mais sobre os insumos, que tal aprender também a analisar os dados meteorológicos? Nos vemos no próximo post!