Da mesma forma que os seres humanos necessitam do alimento para viver e se desenvolverem, as plantas precisam do adubo orgânico e inorgânico. Do adubo, as plantas retiram nutrientes essenciais, como potássio, nitrogênio, fósforo e enxofre.

Os adubos inorgânicos são produzidos a partir da extração de minerais, como o fosfato, ou do beneficiamento do petróleo. Já os adubos orgânicos são obtidos a partir de matérias de origem animal ou vegetal. Alguns exemplos são os bagaços, as cascas e até algumas carcaças. 

É bem fácil produzir o seu próprio adubo orgânico em casa. Para conhecer algumas técnicas e ver o que pode ser usado, continue lendo o post!

Restos de peixes

Os restos de peixe e de crustáceos — como camarão, siri, caranguejo etc. — são ricos em nitrogênio. Assim, são muito bons para adubar lavouras que precisam muito desse nutriente, como o milho e o tomate.

É importante que os restos não fiquem expostos ao ar para não apodrecerem. Cave um buraco com mais de 40cm de profundidade e enterre os restos. Depois, pode plantar por cima.

Cascas de ovos

As cascas dos ovos são ricas em cálcio e potássio. Podem ser usadas para todas as lavouras. A melhor forma de aproveitá-las é lavar as cascas e triturá-las para que fiquem em pedaços bem pequenos.

Depois, basta espalhar ao redor de cada muda. Outra opção para o uso desse adubo orgânico é misturar as cascas trituradas à terra, na hora de plantar.

Borra de café

A borra que fica depois de coar o café é um rejeito rico em fósforo, nitrogênio e potássio. Além de fornecer nutrientes para as plantas, a borra ainda ajuda a afastar caracóis e lesmas.

Para usar, é bem simples. Basta pegar a borra do café e espalhar na terra, em volta de cada muda. A borra de café deve ser usada em pequenas quantidades. Se forem vasos, é suficiente uma colher de chá para cada planta, em canteiros, uma colher de sopa. Em excesso, o café torna o solo muito ácido e atrai fungos que podem matar as plantas.

Você também pode fazer uma infusão de café. Para isso, pegue seis xícaras de borra e coloque em um balde com 20 litros de água. Deixe em repouso por três dias. Depois, é só borrifar a água na terra.

Casca de vegetais

As cascas de vegetais são ricas em vários nutrientes. As de batata e abóbora têm muita vitamina E e nitrogênio. Para usá-las como adubo, a técnica é parecida com a dos restos de peixe.

Faça um buraco fundo e enterre as cascas. É importante não deixá-las na superfície da terra para não atrair animais indesejados, como ratos, baratas e moscas.

Casca de banana

As cascas de banana têm muito potássio, assim como a fruta. Por isso, é um ótimo adubo orgânico. Triture as cascas, fazendo uma massa. Depois, é só enterrar ao redor de cada planta.

Uma técnica muito usada para obter um adubo orgânico, que pode ser guardado, é a compostagem. Para fazê-la, você precisará de uma caixa plástica sem fundo e com algumas aberturas para respiração.

O método é simples: basta colocar os resíduos orgânicos na composteira e misturar com resíduos secos, como folhas secas e serragem. Misture os elementos regularmente e controle a umidade. Com essa técnica, você vai conseguir um adubo orgânico muito rico em todos os nutrientes. A Embrapa tem um guia bem completo, se você quiser aprender mais.

Já usa os adubos orgânicos? Deixe um comentário no post, contando para nós quais resíduos usa e qual técnica aplica! Comente também se tiver ficado com alguma dúvida!

Voltar